Resenha – Bandido bom é bandido morto?

Bandido bom é bandido morto? 75% das vítimas de homicídio no Brasil são negras. O dado é o verdadeiro retrato do país que em plena luz do dia dispara 80 tiros contra um trabalhador e que, sem titubear, assassina um jovem de 20 anos. A vibração de comemoração do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, após a execução de William Augusto da Silva, escancara uma das faces mais sangrentas do nosso país: a legitimação, institucionalização e a naturalidade do genocídio do povo negro e periférico do Brasil.

Escuta o bate papo que rolou com Paulinha Silva, do Levante Popular da Juventude e a podcaster Laryssa Sampaio, que integra o time do Bar das Manas.

Ficha técnica

Apresentação e Roteiro: Amélia Gomes. Edição: Amélia Gomes. Logo do Granma: Tiago de Macedo Rodrigues. Capa: Amélia Gomes.

Siga-nos nas redes sociais: Facebook, Twitter e Instagram.

Mande uma cartinha pra nóscontato@granma.com.br

Ouça o episódio #17 – Marielle Presente!

Referência ABNT deste episódio

GRANMA #026: Resenha – Bandido Bom é Bandido Morto?. Locutora: Amélia Gomes. Participantes: Paulinha Silva e Laryssa Sampaio. 29 de agosto de 2019. Podcast. Disponível em: http://www.granma.com.br/2019/08/29/bandido-bom-e-bandido-morto/ Acesso em: data de acesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *