Pra onde vai a classe trabalhadora no Brasil?

pintura

Todo o produto de quem sua
A corja rica o recolheu.
Querendo que ela o restitua,
O povo só quer o que é seu!

O Granma deste mês é um debate necessário sobre os rumos da classe trabalhadora e do movimento sindical em tempos de golpe de Estado no Brasil!

Nossa imagem do movimento sindical ainda é a dos operários do ABC Paulista, das grandes greves e manifestações. Entretanto, o capital tratou de transformar radicalmente o perfil da classe trabalhadora, com fenômenos como o home-office, a uberização, a terceirização, etc.

Tem se falado muito na crise dos sindicatos no Brasil a partir do fim do imposto sindical e da reforma trabalhista ultraliberal que, na prática, acabou com todo o arcabouço legal que a classe trabalhadora havia conquistado ao longo de décadas de mobilização. Qual será agora o rumo dos sindicatos?

Pra falar sobre este e outros aspectos, convidamos Felipe Pinheiro, diretor de comunicação do SINDPETRO, e com Juliane Furno, assessora da CUT. E ainda tem as pistolagens do Celso das Chave. Continue lendo “Pra onde vai a classe trabalhadora no Brasil?”

Episódio 5 – A Copa do Mundo é nossa?

capa do episódio 5 do Granma Podcast A Copa do Mundo é Nossa?O ousado chegou!!! Nosso iate se aventurou nos gelados mares do norte e desembarcou em praias russas para falar sobre a Copa do Mundo, o maior evento esportivo do mundo.

Entre tweets do Neymar e do Canarinho Pistola, será que a Copa do Mundo continuará sendo um evento popular, que atrai a atenção do mundo todo, ou a pasteurização elitista da FIFA, com seus estádios vultuosos e caros, vai acabar fazendo com que percamos o interesse?

Convidamos Daniel Giovanaz e Poliana Dallabrida, que são correspondentes do jornal Brasil de Fato na Rússia, e Wallace Oliveira, da redação do Brasil de Fato-MG, para conversar sobre como a Copa do Mundo do Brasil modificou a cultura da torcida no povo brasileiro, a elitização do futebol e a camisa da CBF (ou seria da seleção?). Aproveitamos nossos correspondentes para saber um pouco mais do clima da Copa, do modo como o país lidará com temas como racismo, xenofobia e homofobia durante o evento e de que forma  tudo isso se mistura geopoliticamente.

Falamos também do saudosismo e do romantismo do Canal 100 e damos dicas de como acompanhar a Copa escapando das garras da Rede Globo e do Galvão Bueno. Sem falar nas pistolagens do Celso das Chave, nosso editor antissocial.

E no final do programa estreamos nosso quadro de cartinhas!

Continue lendo “Episódio 5 – A Copa do Mundo é nossa?”

Episódio 4 – Como Tratar a Loucura? Reforma Psiquiátrica e Luta Antimanicomial

Liberdade, ainda que tantã! Cada vez mais a saúde mental é um assunto que desperta interesse das pessoas. Temas como loucura, depressão, suicídio, drogas e assédio são campeões de busca na internet, o que mostra como o capitalismo adoece cada vez mais as pessoas.

Nem todos sabem, mas o Brasil tem acumulado, a partir da década de 80, uma importante experiência em lidar com o sofrimento mental através de uma política pública que não prevê o isolamento dos usuários. É a chamada Reforma Psiquiátrica.

O Granma levantou âncora e navegou nos mares da loucura e da mente humana para conversar um pouco sobre como o Brasil trata as pessoas com sofrimento mental. Também falamos sobre os retrocessos que o golpe impõe à política nacional de saúde mental, a exemplo do internamento forçado dos dependentes químicos de álcool e outras drogas.

Rolou uma conversa bem legal com Laura Fusaro, da ASSUSSAM-MG (Associação dos Usuários de Saúde Mental de MG), e Marco Túlio Pereira, médico de família em Petrolina-PE e mestrando em Atenção Psicossocial na UFRJ. Além disso, no nosso quadro carta náutica, falamos sobre Nise da Silveira, pioneira na luta antimanicomial no Brasil, e do bloco de carnaval Liberdade Ainda que Tantã, de Belo Horizonte. Continue lendo “Episódio 4 – Como Tratar a Loucura? Reforma Psiquiátrica e Luta Antimanicomial”

Episódio 3 – É golpe!

capa do episódio 003 Granma Podcast É golpe!

Em abril não teria outro tema possível! Fazemos uma comparação entre os dois golpes contra a democracia brasileira que aconteceram neste mês: o golpe de  1964 e o de 2016. Conversamos com Zuenir Ventura, jornalista e escritor, autor do clássico “1968, o ano que não terminou”; com Olivia Carolino, economista, professora e dirigente da Consulta Popular; e com João Paulo Cunha, jornalista mineiro e colunista do Brasil de Fato. Eles contaram para nós os fundamentos econômicos, políticos e sociais do golpe, o papel da mídia e das classes sociais.

Também lembramos de Violeta Parra e de Oswaldão, o herói do Araguaia que enfrentaram, cada um a seu momento e em seu país, um golpe de Estado. Continue lendo “Episódio 3 – É golpe!”

Episódio 2 – Vai pra Cuba!

capa do episódio 002 Granma Podcast Vai pra Cuba
Fidel segurando a bandeira de Cuba. Escrito em destaque: Vai pra Cuba!#002 e logo do Granma.

Voltamos pra ficar! No episódio #002 nós conversamos com dois brasileiros que atenderam ao clamor dos coxinhas e foram para Cuba! Eles estiveram no país em dois momentos diferentes: Irany Campos morou em Havana na década de 70; e Juliana Bonassa fez seus estudos na ilha nos últimos 10 anos. No bate papo a gente fala sobre o cotidiano do povo cubano e sobre as transformações sociais da ilha desde a Revolução de 1959. Continue lendo “Episódio 2 – Vai pra Cuba!”

Episódio Piloto – Carne de carnaval


capa do episódio 001 Granma Podcast Carne de Carnaval

Levantamos âncora e fomos mar adentro! No nosso episódio de estreia vamos discutir o carnaval, como ele pode nascer de uma contestação da privatização do espaço público, suas origens populares, e a utopia de uma ocupação carnavalesca da cidade! Continue lendo “Episódio Piloto – Carne de carnaval”